segunda-feira, 16 de novembro de 2015



Lembranças

Lembranças são ternuras eternizadas
Na memória da gente.
São pedaços de vida
Trechos da história
Que vivemos e nos fez crescer.
Lembranças são pequenas chaves
Que abrem algumas partes do coração.
Nos emocionam quando
Repentinas chegam à mente.
Por vezes nos furtam um sorriso
Por vezes nos trazem
Lágrimas de saudade também.
São momentos íntimos, nossos,
Particulares e reveladores.
São segredos, são desejos
Uma forte carga de emoção
Que explode na mente
Apertando o coração.
E como quadros na parede,
Guardam todos os detalhes
Do que um dia foi real
Mas que o tempo caprichoso
Congelou.

__Val Zamp

  16-11-15




3 comentários:

  1. Bom dia, Val. Eu me emocionei com o seu poema, lindo.
    Retratou lindamente e de forma precisa o que são as lembranças!
    Existem de todos os tipos e as mais doridas, na minha opinião, são as da partida sem aceitarmos ou querermos, dói em demasia!
    O conjunto da sua obra ficou estonteante.
    Parabéns!
    Beijos na alma e lindo fim de semana de paz!

    http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/2015/11/nacao-em-prantos.html

    http://divasdapoesianaturalmente.blogspot.com.br/2015/11/dilemas-do-amor-by-patricia-pinna-zilda.html

    ResponderExcluir
  2. Caramba! Não vi esse comentário. Desculpe, Patrícia. Muito obrigada por comentar. É, as lembranças às vezes chegam forte!

    ResponderExcluir
  3. Caramba! Não vi esse comentário. Desculpe, Patrícia. Muito obrigada por comentar. É, as lembranças às vezes chegam forte!

    ResponderExcluir